Além de uma carreira de sucesso sem precedentes na música, Michael Jackson é amplamente conhecido por seu trabalho filantrópico. Sua filantropia se manifestou no apoio para várias fundações e organizações públicas.

Indicado duas vezes ao Prêmio Nobel da Paz (1998 e 2003), em 2000 ele entrou para o Guinness Book of Records [o livro dos recordes mundiais] como o artista que mais doou dinheiro para caridade em toda a história (na época, ele apoiou 39 projetos e organizações de caridade).

A seguir estão apenas os exemplos mais famosos de seus atos:

Em janeiro de 1985, Michael co-escreveu a canção We Are The World”com Lionel Richie para arrecadar dinheiro para os famintos na África. A canção foi gravada por um elenco de estrelas com Michael, dirigido pelo produtor Quincy Jones.

O single, lançado em março daquele ano, arrecadou US $ 63 milhões em ajuda à África:

Em 1986, o United Negro College Fund criou o Michael Jackson Fellowship. As doações de Michael permitiram que vários alunos afro-americanos ingressassem no ensino superior. No mesmo ano, foram doadas 97 bolsas em 42 instituições de ensino da Fundação.

Em 1988, Michael comprou o Rancho Neverland, uma propriedade de 2.800 acres que ele fez sua casa e converteu nos anos seguintes para as visitas de crianças doentes e necessitadas.

No rancho havia uma ferrovia com um trem que transportava convidados para parque de diversões equipado com dispositivos especiais de segurança para crianças com deficiência e um cinema, onde, além das cadeiras usuais, havia leitos para visitantes em estado crítico. A cada suas semanas, crianças de hospitais e bairros pobres nas cidades vizinhas eram trazidas de ônibus para o rancho Neverland para que pudessem passar o dia no parque de diversões e desfrutar de atividades incomuns da sua vida diária.

Quando o próprio Michael estava ausente, sua equipe especialmente treinada recebia convidados em sua casa.

Em 1992, Michael Jackson fundou sua própria instituição de caridade, Heal The World, para a qual foram destinados todos os lucros dos shows da Dangerous World Tour. A missão da fundação era ajudar as crianças em todo o mundo, protegê-las de abusos, fornecer os alimentos e medicamentos necessários e lutar pelos direitos das crianças e por um padrão de vida decente para elas.

Esta missão refletiu plenamente as aspirações de Michael, que sempre foi o mais sensível à dor e ao sofrimento das crianças. A fundação operou de 1992 a 2002 e durante sua atividade realizou uma série de importantes projetos de caridade, incluindo o envio de 46 toneladas de suprimentos humanitários a Sarajevo e a ajuda na busca de um doador de fígado para Bela Farkas, o salvo por Michael.

Sabe-se que além de sua própria fundação Heal The World, Michael Jackson apoiou anonimamente várias outras instituições.

Ao longo de sua carreira, Michael Jackson viajou regularmente pelo mundo e deu concertos em países onde outras estrelas raramente visitavam. Em todos esses países, ele visitou hospitais e orfanatos e destinava seu ganho pessoal com o shows para instituições de caridade locais.

Seu trabalho humanitário se estendeu, portanto, para além dos Estados Unidos, em todo o mundo.

8 Comments

  1. Além de Rei do Pop, também Rei em humanidade. Só o Michael mesmo👏👏👏👏👏

  2. Quando há pessoas fazendo o bem , há outros querendo destruir essas pessoas , como fizeram com Michael. Em fim, ele fez a sua parte, tanto na música como na sua vida pessoal , e seu legado está aí para todos. Viva Michael Jackson!!!!!. ETERNO

  3. S todas as pessoas fizessem um pouco do que Michael Jackson fez o mundo sem dúvida seria melhor..esse sim podemos chamar de mito..

  4. Sou Admirador do Michael Jackson, vivi muitos juventude curtindo suas músicas, a cada dia ele nos surpreende com essa bondade de pessoa que era, o maior artista Pop do século, agora Aqui pra Nós, muita gente perseguiu com boatos chatos, denuncia ,pura inveja,Grande Michael Jackson descanse em Paz,vc fez bem sua parte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *